Weby shortcut
topo em gif
FOTO - Inauguração do novo Centro de Reprodução Humana - Mesa Diretiva 02

Inaugurado novo Centro de Reprodução Humana do HC

Novo Centro de Reprodução Humana do HC terá espaço amplo e oferecerá procedimentos de alta complexidade e alto custo a casais de baixa renda que desejam realizar o sonho de terem filhos.

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás inaugurou na última segunda-feira, 09 de dezembro, o novo Centro de Reprodução Humana. Com instalações superiores às encontradas em muitos centros particulares do país, o espaço oferecerá tratamentos de alta tecnologia na área de reprodução assistida, bem como concentrará um núcleo de apoio à pesquisa.

A inauguração do novo Centro de Reprodução Humana foi prestigiada por parlamentares e autoridades acadêmicas do HC e da UFG, que destacaram a importância desse serviço para os casais de baixa renda que sonham em ter filhos. O deputado federal Sandes Júnior, que em 2012 destinou uma emenda parlamentar no valor de R$ 1 milhão para a UFG, cujo recurso era voltado para a construção do novo espaço da Reprodução Humana, discursou sobre sua satisfação em poder contribuir com um serviço que irá beneficiar tantas famílias que desejam ter um filho. “É uma imensa satisfação saber que poderemos colaborar para a realização do sonho de famílias carentes de ter um filho. Essa é a única oportunidade no Centro-Oeste para casais carentes constituírem uma família completa”, declarou.

FOTO - Inauguração do novo Centro de Reprodução Humana - Mesa Diretiva 02

O reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, destacou que esta obra é o resultado de múltiplos esforços, pois reuniu recursos de emendas parlamentares, da UFG e do próprio Laboratório de Reprodução Humana. Edward lembrou que esta obra, juntamente com outras que têm sido realizadas na UFG, são o resultado da parceria da universidade com os parlamentares goianos, que propõem emendas para investimentos em diversas áreas da UFG. Como exemplo, ele citou a obra do novo prédio de internações do Hospital das Clínicas da UFG, que está sendo executada com recursos oriundos de emendas de vários parlamentares goianos.

O chefe do serviço de Reprodução Humana do HC, ginecologista e obstetra Mário Approbato, fez um agradecimento especial ao deputado Sandes Júnior, e também ao reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, e ao diretor geral do HC, José Garcia Neto – que na ocasião estava representado pelo diretor técnico do HC, professor Luiz Arantes Resende – pelos esforços conjuntos que levaram à concretização de um projeto que irá proporcionar tratamentos sofisticados e caros a casais sem condições financeiras para realizá-los em um centro particular de Reprodução Humana, onde os custos são muito altos. Na ocasião, Approbato convidou a garota Anna Paula Morais Silva, de 10 anos de idade, que foi o primeiro bebê de proveta do estado de Goiás e do Laboratório de Reprodução Humana do HC/UFG, para fazer a entrega de uma placa em homenagem ao deputado Sandes Júnior.

FOTO - Inauguração do novo Centro de Reprodução Humana - Anna Paula Morais e Sandes Júnior

Approbato também agradeceu às autoridades presentes no evento, como os ex-reitores da UFG, Milca Severino e Joel Pimentel de Ulhôa, o reitor eleito da UFG, professor Orlando Afonso Valle do Amaral, a pró-reitora de Graduação da UFG, professora Sandramara Matias Chaves; diretor técnico do HC, Luiz Arantes Resende; diretor da Faculdade de Medicina da UFG, Vardeli Alves de Moraes; chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina e Hospital das Clínicas da UFG, Waldemar Naves do Amaral; professor da Faculdade de Medicina da UFG e presidente da Associação Médica de Goiás (AMG), Rui Gilberto Ferreira; professor do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), Reginaldo Nassar; professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e presidente da Rede Latinoamericana de Reprodução Assistida (REDLARA), Maria do Carmo Borges de Souza.

De acordo com Approbato, o novo Centro de Reprodução Humana do HC terá um Núcleo de Apoio à Metodologia e Estatística (NAME), que será voltado para o apoio ao desenvolvimento de pesquisas no HC. O núcleo concentrará não somente pesquisadores da área de reprodução humana, como também de outras áreas da saúde.

Approbato destacou ainda que o novo Centro de Reprodução Humana oferecerá um serviço altamente especializado graças ao seu corpo profissional, que reúne profissionais muito qualificados, formado por professores e residentes, médicos, biomédicos, enfermeiros, psicólogo e técnicos de enfermagem, que constantemente atualizam seus conhecimentos na área de reprodução humana por meio da participação e apresentação de trabalhos em congressos científicos nacionais e internacionais. “Aliando ensino, pesquisa e extensão, conseguiremos oferecer o que há de melhor na medicina à população carente do estado de Goiás”, afirmou.

FOTO - Inauguração do novo Centro Reprodução Humana - Mesa Diretiva 01

Reconhecimento

A comunidade médica reconhece a importância do serviço de Reprodução Humana do HC/UFG para a população do estado de Goiás e da região Centro-Oeste. Um dos grandes colaboradores para a estruturação do serviço de Reprodução Humana no HC/UFG, o professor Rodopiano Florêncio considerou que a entrega do novo Centro de Reprodução Humana reflete a importância do setor para a pós-graduação na UFG, além de desempenhar um papel social muito importante, pois a sociedade terá acesso a um centro de reprodução por um baixo custo.

Para o chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da FM e HC/UFG, Waldemar Naves do Amaral, o setor de Reprodução Humana do HC “é um baluarte para a formação e crescimento estrutural da Faculdade de Medicina e do Hospital das Clínicas da UFG, pois o setor tem forte atuação tanto na produção científica quanto na prestação de serviços à população, proporcionando que casais sem filhos e sem condições financeiras consigam realizar o sonho de serem pais”.

“A entrega do novo Centro de Reprodução Humana do HC/UFG é um gesto de cidadania, de inclusão social, pois permite o acesso a procedimentos caros e complexos - que seriam acessíveis exclusivamente às pessoas das classes A e B – aos pacientes de baixa renda”, afirma o professor da Faculdade de Medicina da UFG e presidente da Associação Médica de Goiás (AMG), Rui Gilberto Ferreira.

Instalações 

O novo Centro de Reprodução Humana está localizado no terceiro andar do prédio da Unidade de Pesquisas Clínicas (UPC), em um espaço de 350 m2 de área física, onde foram construídos Centro Cirúrgico (com sala cirúrgica e sala de Recuperação), Sala de Coleta de Óvulos, sala de Coleta de Sêmen, Laboratório de Sêmen, Laboratório de Fertilização In Vitro, sala de Criopreservação, Posto de Enfermagem, duas salas de Ultrassonografia e quatro consultórios. A recepção de pacientes é ampla e poderá ser utilizada também como sala de aula para residentes. Para isso, o espaço foi mobiliado com 42 assentos com mesa lateral para apoio, aparelho de TV, dois aparelhos de ar condicionado e um jardim com flores. Todos os ambientes foram mobiliados com móveis planejados e câmeras de segurança.

Approbato destacou que o novo Centro de Reprodução Humana do HC está adaptado para atender às normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que exige dos laboratórios de fertilização in vitro do Brasil o que se chama de “Sala Limpa” – o ar do local onde ficam armazenados os embriões deve ser totalmente puro. Para isso, o novo espaço conta com uma sala destinada à Casa de Máquina do Ar Condicionado, que é responsável por fazer a retirada das impurezas do ar.

Além da construção do novo espaço, o serviço de Reprodução Humana também ganhou novos equipamentos laboratoriais – duas incubadoras, três microscópios (um de ICSI e dois de sêmen) e uma capela de manuseio de embrião, além de equipamentos e materiais para o Centro Cirúrgico. Foram investidos aproximadamente R$ 1,1 milhão para a construção do espaço e a aquisição dos mobiliários e aparelhos laboratoriais.

Serviços

O Laboratório de Reprodução Humana do Hospital das Clínicas é um projeto de extensão da UFG, que oferece serviços de alta e média complexidade na área de reprodução assistida a casais com problemas de infertilidade por um custo muito abaixo dos laboratórios particulares de reprodução humana. O serviço está apto a realizar procedimentos de alta complexidade, como fertilização in vitro (FIV-ET) e ICSI (Injeção Intracitoplasmática de Espermatozóides), além de inseminação, inseminação com sêmen doador, microcirurgia de trompas, coito programado e minilaparotomia.

FOTO - Inauguração do novo Centro de Reprodução Humana - Sala de Ultrassonografia

FOTO - Inauguração da Reprodução Humana - Sala de Coleta de Óvulos

O laboratório também realiza exames de infertilidade femininos e masculinos, como videolaparoscopia, FSH, espermograma, espermocultura (verifica se há infecção do sêmen) e Swim-up (verifica a qualidade do sêmen no momento da fecundação).

O atendimento no LabRep é realizado por grupos. Em média, são atendidos de 20 a 40 casais em cada grupo. A cada mês, inicia-se um novo grupo Os pacientes são encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia.

Hoje, a demanda pelo serviço é alta e a agenda para o ano de 2014 já está preenchida. Para 2015, já existem 70 pacientes aguardando na fila de espera.

FOTO - Inauguração da Reprodução Humana - Equipe

FOTO - Inauguração da Reprodução Humana - Placa de Inauguração

Source : Ascom / HC

List all Back